quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Página 14

Enquanto que na página 13, o Carlos Costa fazia grande alarido, olho para a página 14 e quem lá estava? O senhor Cláudio Ramos!! - pessoa que no contexto Esquadrão do Amor gosto muito de ver e ouvir.
Pois este dizia - talvez referindo-se aos Prémios Arco Íris da ILGA  - que ser gay não é estar constantemente em luta.
Pois, doce Cláudio.
Não, não é.
Tens razão.
Mas só um reparo, enquanto andavas enganado e em negação, andavam outros a lutar, para hoje puderes ser quem realmente és.
E livre.





5 comentários:

  1. Quantos anos namorou ele mesmo com o outro rapaz, que aparecia no Bairro à noite aos beijos, e no dia seguinte na TV dizia que era mentira. LOLOLOL O problema está neste calibre de gays

    ResponderEliminar
  2. Ele não é livre, é um personagem que ele próprio criou...E tem de viver com isso.

    ResponderEliminar
  3. Bem, não sei se o Cláudio Ramos andou em negação; se andou, só se enganou a ele, porque sempre me pareceu evidente, a mim e a todos, do que ele gosta. (risos)

    ResponderEliminar
  4. O Mark tirou me as palavras da boca... Lol �

    ResponderEliminar

Um cadinho de ciúmes

Na Sexta fui ter com uma amiga aos Santos. Acabei a noite com um amigo meu gay, que por acaso é o meu médico de família. Sempre fui inform...