segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Preconceitos

Estamos a ver um filme francês. No filme a personagem principal fala com uma múmia egípcia.
Ele acha ridículo e que o filme é uma merda, está mal feito. Só porque é francês e claro que não tem os meios de sci-fi americanos.
Não acha ridículo o filme anterior em que robots andavam a lutar em cima das pirâmides de Gizé. Só porque era um blockbuster americano de seu nome Transformers.



sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Hablar Portuguese

Schmidt: Hi, I'm Schmidt and I have a house in Olhão, for 27 years.
Anfitrião: Oh great, and I heard that soon you'll move definitely to Portugal!!
Schmidt: That's true!! I'm so happy. But, hablas German? Yo no hablo Portuguese.
Anfitrião: .....
E fui-me embora.
27 anos a ir para Olhão e pergunta-me se hablo alemão? 

Anne e Pieter


A Anne é uma mulheraça, alta, grande e a puxar para o forte.
O Peter é um homem franzino, olho azul claro e a puxar para o tímido.
Ela francesa, ele austríaco.
Conheceram-se em Berlim, cidade que agora é o porto de abrigo deste amor improvável.
Quando ela o conheceu, numa produção teatral em Vienna, ficou encantada com ele, pois"ele apresentou-se como assistente social"
Ela estava farta de grandes egos, de birras e manias, de gente altiva. Por isso tinha fugido de Paris e do mundo da moda - área onde começou a trabalhar em nova.
Ele parecia ser o oposto a um grande ego. E era o oposto.
Só que ele também era actor. Assistente social era apenas uma forma de ganhar mais uns trocos.
Mas ela não teve medo. Deixou-se conquistar. Por um actor.
Vão andando entre Berlim, Vienna e Zurique. Na Alemanha de Leste continua a não acontecer nada.
Vivem num apartamento luminoso em Kreuzerg, onde esperam em breve viver a reforma.
Este apartamento está inserido num conjunto de prédios que são geridos em forma de cooperativa.
Depois de se alugar normalmente o apartamento, o inquilino tem que depositar numa conta 5000€, e esse dinheiro é gerido para a manutenção dos prédios. Quando saíres devolvem o dinheiro. 
Fomos almoçar com eles a um restaurante indiano em Kreuzberg. Contaram-nos que a filha dos donos - indiana mas nascida na Alemanha - vai casar no próximo ano. Com um noivo arranjado pelos pais. Dizem que ela está muito apaixonada e que ele é bom rapaz. 
Desconfiei. 
Não acredito nada nestas histórias de amor arranjado. 
Falámos muito de dinheiro vs criatividade. E o quanto em Zurique ou Vienna isso mata a criatividade e a energia da equipa como um todo. 
Falámos nos progressos dos direitos homossexuais em Portugal, nas contestações em França, na hipocrisia do partido fascista Austríaco (o partido que tinha um líder que afinal era gay).
E falámos do próximo encontro. 
Vienna.



sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Schöneberg

A pessoa passa no bairro gay de Berlim para dar uma vista de olhos.
O que vê?
Gajas com mamas à mostra a passear na rua!

terça-feira, 11 de agosto de 2015

Amor num lugar estranho

Cada vez que viajo mais, cada vez acho que temos um jeito especial para receber. 
Não somos robóticos no atendimento, numa situação limite sabemos ajudar e resolver rápido uma questão, se vemos alguém perdido estamos logo lá meia dúzia de nós prontos a ajudar, se estamos numa mesa corrida de um restaurante mais cedo ou mais tarde vamos saber tudo da vida daqueles estrangeiros e vamos explicar TUDO o que devem visitar.
E vamos sorrir. E acarinhar. E abraçar. E beijar. 
E querer que nos amem.


segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Tinha que ser...

Tínhamos que estar no estrangeiro, para pela primeira vez ter problemas com estrangeiros que não gostam de estar connosco, que querem sair e ir para outro sítio!
Puta-que-pariu!!!

Update: Resolvido. Ufff. Vou beber um Aperol Spritz para relaxar!

Superbude St. Pauli Hamburgo

sábado, 8 de agosto de 2015

Düsseldorf

Bruges

Lobby 2

O outro recepcionista: "Ah são de Lisboa? Queria lá ir para o ano que vem"

Eu: "Então tem que ir a ...blablabla. E fique com meu contacto para tirar dúvidas!"

O outro recepcionista: "Ahhhh, que simpático!"

Eu: "Já agora, estacionei o carro no parque do hotel. Como faço para o tirar?" - Ainda não tinha pago.

O outro recepcionista: .......

Pegou num papel em silencio, escreveu o código de saída do parque e disse-me 
"Tenha uma boa viagem".

Aquele hotel parecia a minha rua. Beberam todos água inquinada.

sábado, 1 de agosto de 2015

Não fumes mais nada melher!

No Dia do Reino de Marrocos:
Ela: Desculpe estar a incomodá-lo mas eu conheço-o. 
Eu: Pois...
Ela: Você é famoso, eu sei, mas não me lembro de onde.
Eu: Pois...
Ela: E já estivemos juntos algures uma noite.
Eu: Isso já duvido...


Bom vinho

Ontem Ele, depois de preparar o repasto para a trupe que ia ao concerto, ficou em casa com uma amiga de longa data.
A conversa foi bastante interessante e regada a bom vinho.
Tão interessante e tão regada que Ele de tão excitado que estava me contou a história 4 vezes seguidas sempre como se fosse a primeira vez. E eu, achei-Lhe tanta piada que 4 vezes reagi de forma surpreendida à mesma conversa.

Fonte da Telha

Caetano e Gil


Update: arrependo-me sempre de ir ver concertos destes a festivais. 

Chocolates de Natal

Ainda estamos a 15 dias do Natal, e o meu homem já recebeu 20 caixas de chocolates...