sexta-feira, 6 de julho de 2018

Morte Matada

A semana passada um amiga minha, recebeu de manhã um telefonema do hospital, a dizerem-lhe que a mãe, internada, tinha morrido.
Choque, dor e tudo o que podem imaginar.
Mulher prática como é e armada em forte apesar de destroçada, começou logo a tratar todos os procedimentos e mais algum, antes de ir ao hospital.
Ao entrar no piso do hospital, vê a mãe a andar no corredor, vivaça que nem uma alface.




Ontem, recebe um novo telefonema do hospital.

"A sua mãe morreu!"

"Mas morreu mesmo, ou por alguma razão vocês querem é matar-me a mim?"




6 comentários:

Como celebrar o 14 Julho?

Ao som de Verdi, na Ópera de Paris Le Trouvere