segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

The Party


Entre o maravilhoso ao penoso, as criticas não batiam certo na generalidade o que me fazia hesitar. Percebi no final do filme o extremar de posições, mas também não acho que seja caso para tal. Gosto destes filmes, quase teatrais, um cenário bem delimitado, bons actores e personagens bem construídas e um bom texto. Poderia onde ir mais longe? Precisamente no texto, que para mim era demasiado simplório, sintético e básico.
A ver? Sim, sem sombra de duvida. Plus, no momento épico do filme ouvimos o Verdes Anos do Carlos Paredes.




1 comentário:

O novo trombudo

Desde que exerço novas funções não tenho tempo para nada. Nem para o estaminé. Estou no sofá, prostrado. Cá em casa e fora dela, dizem-me qu...