terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Nunca serei

Pediram-me para gravar um pequeno vídeo, para o movimento Europeu transformado na peça Punks and Politics, em exibição em Vienna, e representado pelo grupo de teatro Schauspielhaus.
Foi-me pedido um selfie-video em que tinha que dar uma força positiva para a união da Europa, na minha língua materna, e dizer um texto, à porta de um teatro, com cerca de 3/4 linhas.
Mais uma vez, percebi que não consigo ter naturalidade nenhuma para a câmara, muito menos a decorar textos, ou neste caso frases, e muito menos com pessoas a passarem e a olharem.
Nunca serei uma estrela da rádio, TV e cassete pirata...




11 comentários:

  1. Podes sempre tentar ser estrela de filmes porno caseiros :p

    ResponderEliminar
  2. Para mim ocorre o mesmo, é só ligar uma camera que entro e modo FREEZE! rsrsr mas se era por uma boa causa o sacrificio pode ter valido a pena

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi por uma boa causa pela nossa Europa unida. Mas, sim quando a camara fica ON, bloqueio.

      Eliminar
  3. Eu também pensava assim, que iria bloquear, até que tive que fazer parte de uma peça jornalística para a RTP1 tipo in the spot e surprendi-me. Não gaguejei e ...falei ...falei ...falei... a imagem ficou boa ... esticada ... o que providenciou aparecer com melhor forma física :P.

    ResponderEliminar
  4. Não tem muito que ver, mas eu gostava de ser pivot ou repórter. Já falei disso. Não pela fama, longe de mim; aliás, o assédio da imprensa perturba-me e leva-me a crer que não saberia lidar bem com essa inevitável consequência da exposição televisiva.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É arrasadora a exposição. Mas os jornalistas, ou pivots conseguem ter alguma privacidade. É diferente de um actor, ou apresentador de tv.

      Eliminar
  5. Olha, acho que sou um pouco como tu. Faço teatro amador de vez em quando, e acho que só resulta porque me esforço por me esquecer que estão pessoas ali a olhar...

    ResponderEliminar

Santorini 2