quarta-feira, 15 de junho de 2016

Paris 8

Chegamos à mesa na Shakespeare & Co. e pedimos à Maritj para partilharmos a mesa dela.
Ela, sentada a meio da mesa, acedeu com um largo sorriso, e aproximou-se do rapaz que lia um livro.
Ele era palestiano, vivia em Bruxelas.
Fotógrafo.
Ela era holandesa, vivia no Alentejo.
Realizadora.
O mote para a conversa foi a câmara dele.




3 comentários:

Como celebrar o 14 Julho?

Ao som de Verdi, na Ópera de Paris Le Trouvere