quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Boa Acção

E o que eu fazia no Centro de Saúde?

Ontem um antigo estagiário meu, ligou-me.
Ligou à primeira pessoa a quem ele disse, que se tinha apaixonado por um gajo. E não uma gaja como era suposto. Sentia-se bem ao falar comigo.
Começa por me dizer que eu estou entre a família (lugar sagrado para ele) e os amigos (que são poucos, quase nenhuns).
Para espremer a conversa, muito resumidamente, porque a conversa demorou quase uma hora até ele desemburrar no que o assustava: acabou um namoro com o namorado e envolveu-se com outro sem usar protecção.

Parênteses:
O meu ex-estagiário não merece qualquer apontar-de-dedo porque é um miúdo do mais consciente que há...direi mesmo que por isto mesmo ele pouco vive pois tenta nunca errar na vida, fazer tudo by-the-law e na vida teve com duas pessoas na cama: a primeira namorada e agora o primeiro namorado.

Voltando à falta de protecção.
Deixou-se ir desta vez (o que me deixou contente), e a coisa não correu bem.
E assustou-se.
Entrou em pânico.
Foi para a merda de net perceber sintomas.
A net,como é óbvio, respondeu: vais morrer daqui a um mês.

Decidi então ir com ele hoje de manhã a um amigo meu médico, para lhe dar um input de palavras sábias e acima de tudo de calma e orientação. Além disso encaminhou-o para o Checkpoint LX.
Foi logo ao Checkpoint LX e está tudo bem. E adorou lá ter ido.
Sentiu-se acarinhado. Entendido. Esclarecido.

E eu - e o meu amigo médico - sentimos que fizemos a boa acção do dia.

E exigimos uma dickpic como paga.
:-p







Sem comentários:

Enviar um comentário

Ninh Binh 3